Quem sou eu

Eu sou o homem que vai a um restaurante, senta-se à mesa e espera pacientemente, enquanto o garçom faz tudo, menos anotar o meu pedido.
Eu sou o homem que vai a uma loja e espera calado, enquanto os vendedores terminam suas conversas particulares (…)
Eu sou o homem que, quando entra num estabelecimento comercial, parece estar pedindo um favor, implorando por um sorriso ou esperando apenas ser notado. 
Você deve estar pensando que sou uma pessoa quieta, paciente, do tipo que nunca cria problemas… Engana-se.
Saiba Mais!

Que perfil de profissional as empresas estão buscando?

O que faz um profissional valer mais do que o outro é a entrega com qualidade daquilo que a empresa espera receber em troca pela sua remuneração.

A cada dia que passa fica mais claro e fácil de entender que o perfil que as empresas desejam contratar é de profissionais que mostram atitude.

Esta atitude, no entanto, tem que ser voltada para a harmonia do ambiente, estímulo da equipe,

Saiba Mais!

Você já deixou de comparecer em uma entrevista

Você já deixou de comparecer em uma entrevista sem dar justificativa ao recrutador? Se sim, porque?

Tenho sofrido muito com candidatos que não comparecem na entrevista. Alguns avisam mas a maioria não.
Isso atrasa (e muito) o processo de contratação e de certa forma, fecha a porta daquela organização para você. Saiba Mais!

Você é muito melhor do que imagina!

Certa vez fui fazer um curso de oratória. Precisava me destravar para falar em público. A estratégia do curso era a seguinte: no início, o professor pedia para todos fazerem um pequeno discurso. Ele gravava todos. No meio da aula, ele dava a teoria. No final, ele passava os vídeos de cada um, valorizando os pontos fortes de todos.
Resumo: a teoria no meio da aula, era uma mera formalidade. Saiba Mais!

Quociente espiritual

quociente espiritualEm estudos mercadológicos e diagnósticos organizacionais, tenho observado “algo especial” permeando o discurso de lideranças de grandes empresas.

Até início do século XX, o QI (quociente de inteligência) era a referência para mensuração da inteligência. Em meados da década de 90 o conceito de Quociente Emocional (QE) sinaliza para a importância de lidar com as emoções, introduzindo nova medida. Saiba Mais!