A rejeição tóxica

A luta contra o complexo de rejeição é injusta, pois não enxergamos que o nosso maior adversário está dentro de nós. Até o reconhecermos, no

ringue das emoções, a lona será o nosso lugar mais confortável.

 

Quem nunca passou por aquela velha situação de se sentir sozinho,

abandonado, rejeitado? Isso acontece conosco durante a vida. E em muitas ocasiões, com a intenção de sermos aceitos, nós traímos a nós mesmos sendo educados em demasia e bajuladores para conseguirmos a aceitação. Saiba Mais!

O desafio de ser mãe

Maternidade sonhada, vivida, planeada ou inesperada, desejada ou

indesejada. Mães biológicas, adoptivas, espirituais.
A maternidade reveste-se de muitas formas, rostos, sentimentos, mas ela é sempre uma bênção porque a Bíblia diz-nos que “os filhos são herança do Senhor” (Salmos 127:3). Infelizmente, nem todas as mulheres vivem a

maternidade como uma bênção. Lembro-me de uma vez em que a minha filha me perguntava se eu a amava e eu respondi que sim, que a amava muito, e que as mães amam muito os seus filhos. Prontamente, ela disse-me que isso não era verdade porque muitas mães abandonam, maltratam e matam os seus filhos. É uma realidade difícil de entender e de aceitar, mas até as crianças amadas sabem que ela existe. Mas sabemos que o amor de Deus em nós faz milagres e pode fazê-lo também na vida destas mães. Elas precisam das nossas orações. Saiba Mais!

Mais do que a carne, mutilam a dignidade

Das muitas violências que ainda subjugam as mulheres e meninas em várias partes do mundo, qual delas poderíamos qualificá-las como a pior? Eu julgo que seja a praticada pela justiça cega que não vê os lábios silenciados pela tradição, religião e dominação.

 

No dia 6 de Fevereiro, assinalou-se o Dia Internacional da Tolerância Zero Contra a Mutilação Genital Feminina (MGF). A MGF é o nome dado a todos os procedimentos que envolvam a remoção parcial ou total dos órgãos genitais externos da mulher. Trata-se de uma prática tradicionalmente efectuada em muitos países, sobretudo em África e no Médio Oriente. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera estas práticas nocivas para a saúde das mulheres, bem como um obstáculo ao pleno exercício da cidadania e à realização da igualdade. Este dia é uma lembrança para que todos os países lutem contra esta violação extrema dos direitos humanos. Saiba Mais!

Coração Aprisionado

O nosso coração é a porta de saída de muito do que vai no nosso interior. Ele transborda do que estamos cheios e por isso vale muito refletir sobre as emoções que temos deixado nortear a nossa vida.

 

Como está o seu coração? Repleto de marcas? Por vezes sente-se isolada, tristonha, sem saber qual o rumo a dar à sua vida? Ou a ansiedade a inibe de viver o seu dia-a-dia prazeroso? É esta a imagem que concebo quando penso na expressão coração aprisionado. Um coração que não se pode exprimir verdadeiramente, que está amarrado. Uma carga emocional elevada fá-lo chorar? As más influências levam-no a direções perigosas ou não o deixam clamar? (Provérbios 15:13). Saiba Mais!

Os sonhos de Deus

“Quisera os nossos sonhos fossem os sonhos de Deus”, muitos podem pensar! Mas como seria o mundo ou sua vida se os sonhos de Deus fossem pequenos como os seus?

 

Todos nós sonhamos. Sonhamos a dormir, sonhamos acordados. Temos sonhos por realizar, sonhos concretizados, sonhos desfeitos. Sonhos de uma vida inteira, sonhos acabados de chegar. Sonhamos com o que gostaríamos de ser, de fazer, queremos sonhar os sonhos dos nossos filhos, sonhamos com dias felizes, sonhamos com um mundo melhor. Saiba Mais!