Uma mulher, uma vida, uma história para contar

Na caminhada serena do fim da tarde, no banco do jardim ao virar a

esquina, uns braços robustos envolviam a sua amada, mulher acarinhada, que desperta sensações, mulher esbelta que enfeita a vida de um homem com a sua harmonia constante, que desperta sonhos puros de uma vida a dois, na junção mais bela coroada por Deus.

 

Através da janela limpa da casa amarela, vi o afago de gestos melodiosos daquela mãe virtuosa nos cabelos e nos rostos dos seus filhos. Limpa-lhe as lágrimas, acalma o ruído do seu estômago. Esforça-se para que nada lhes falte. Sente o que eles sentem, pressente o que fazem. Preocupa-se com o seu caminhar, controla os seus passos, acerta os seus desvios.

Decepciona-se com as suas atitudes. Alegra-se com as suas escolhas. Umas vezes sim, umas vezes não. Ser mãe é ter uma inquietude permanente, um amor constante, uma azáfama eterna. Saiba Mais!

Os sonhos de Deus

“Quisera os nossos sonhos fossem os sonhos de Deus”, muitos podem pensar! Mas como seria o mundo ou sua vida se os sonhos de Deus fossem pequenos como os seus?

 

Todos nós sonhamos. Sonhamos a dormir, sonhamos acordados. Temos sonhos por realizar, sonhos concretizados, sonhos desfeitos. Sonhos de uma vida inteira, sonhos acabados de chegar. Sonhamos com o que gostaríamos de ser, de fazer, queremos sonhar os sonhos dos nossos filhos, sonhamos com dias felizes, sonhamos com um mundo melhor. Saiba Mais!

Ah, o ano novo!

O sucesso na realização dos seus sonhos está em suas mãos, então não espere que um novo tempo chegue ou que outros tomem a iniciativa por você. A hora é agora e o segredo é “dar passos de fé, com planeamentos reais e metas, com força de vontade e resiliência”.

 

Ano novo, vida nova, novos planos… Nova pessoa. Já te perguntaste por que sempre deixa para a virada do ano tantas coisas novas ? É como se o passar de um ano para o outro apagasse tudo o que vivemos no ano que passou (quem dera fosse assim para alguns casos) e fizesse um backup, uma reinicialização de fábrica ou um “RESET” em nós mesmos. Saiba Mais!

Você sofre do mal do século?

As imposições para uma vida bem sucedida tanto secular como eclesiástica geram em nós ansiedade e medo, sintomas que podem culminar numa forte depressão, gerando uma dor profunda na alma, paralisando a nossa vida.

 

Segundo pesquisas, o mal do século é composto pela “parceria” entre o medo, a ansiedade e a depressão, e os consultórios dos terapeutas comprovam bem essa realidade. Somos atacados pelo medo de uma forma subtil: Temos medo do futuro, da crise, do fracasso, da reprovação dos outros, medo de não superarmos as expectativas da família, dos superiores, etc. Enfim, são tantos os medos. Saiba Mais!